Previc renova intervenção no Portus

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) renovou por mais 90 dias, em 18 de novembro, a intervenção no Portus Instituto de Seguridade Social, fundo de pensão dos funcionários de 13 companhias portuárias e da própria entidade. A rotina se repete desde agosto de 2011, quando o interventor José da Silva Crespo Filho assumiu o comando da fundação. Com investimentos totais de R$ 371,74 milhões em agosto último, o Portus, sob a batuta do interventor Luís Gustavo da Cunha Barbosa desde maio de 2016, contabiliza um elevado déficit técnico no plano PBP1, de benefício definido (BD), que somava R$ 2 bilhões no fim de 2018. O problema teve origem em 1990, quando a União extinguiu a patrocinadora Portobrás e interrompeu de vez os aportes de recursos devidos ao PBP1.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso