CNPC pode obrigar fundos de pensão a ter site

O aperfeiçoamento da transparência do sistema de fundos de pensão estará em pauta na próxima reunião do Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC), agendada para 4 de dezembro. Os membros do órgão colegiado irão analisar proposta da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) que pretende tornar obrigatória a manutenção de sites e portais digitais pelas fundações de previdência.

"A ideia é garantir acesso a informações sobre planos e benefícios a todos os participantes e assistidos do sistema, algo que está longe de ocorrer no momento, já que cerca de 30% das 295 entidades fechadas de previdência complementar não estão presentes na internet", comentou Antônio Fernando Gazzoni, representante titular dos patrocinadores no CNPC, em evento promovido ontem (27/11) em comemoração aos 30 anos da Associação dos Fundos de Pensão e Patrocinadores do Setor Privado (APEP). "Outra exigência que estará em análise é a oferta compulsória, em sites e portais das entidades, de simuladores que permitam aos participantes projetar, de fato, os benefícios que irão receber quando se aposentarem."


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso